8ª Caminhada da Juventude Parte1


Iniciamos uma série de matérias sobre a caminhada da juventude, que aconteceu entre os dias 30 de junho e 3 de agosto, em Salinópolis, no Cocal do Atalaia. Neste primeiro artigo, falaremos da missa de envio e da caminhada que acontece durante a noite, partindo do km 40 de São João de Pirabas até o trevo de Salinas e de lá até o Cocal do Atalaia.

O que se faz na caminhada da juventude? Esta é uma pergunta que não encontra resposta apenas no Cocal do Atalaia. Antes mesmo de iniciar a viagem ao km 40 de São João de Pirabas, os jovens já têm em mente e no peito, algumas respostas: encontrarão dificuldades, encontrarão pessoas novas e quem sabe velhos amigos, encontrarão muita praia e muito sol, mas não como sinal de férias, por vezes vazias de sentido... encontrarão principalmente Cristo.

Ainda que a preparação tenha iniciado semanas antes do dia 30 de junho, que marca o inicio da caminhada da juventude, o momento em que realmente cada jovem se dá conta do desafio que há pela frente é ainda a missa de envio. Alimentando-se de Jesus, o jovem também se consagra e pede que não apenas consiga chegar bem ao Cocal, mas que possa viver e absorver o máximo desta experiência.

A missa de envio na Catedral foi presidida pelo padre Silvestre, que exaltou os jovens a “ir além”.

A benção final foi com água benta. Estes jovens levariam esta água e suas bênçãos até o encontro com as águas na praia do Atalaia, a paisagem de fundo do acampamento em Salinas.

Se na viagem até o km 40, onde se concentram os jovens para iniciar a caminhada da juventude durante toda a noite, a animação foi constante, ao chegar lá não poderia ser diferente. Mesmo com chuva, os jovens se aqueciam animados cantaram e rezaram na celebração de envio, presidida pelo bispo, que falou da perseverança e do tema: compartilhando a alegria do evangelho.

Os testemunhos de jovens que já haviam vivenciado a caminhada da juventude foi um momento bonito e inspirador para todos ali.

Com a chuva indo e vindo, os jovens iniciaram esta noite que marca sempre a todos; tanto os que já vivenciaram esta caminhada nos anos anteriores quanto os que pela primeira vez estavam ali.

A caminhada da juventude é uma noite de oração, seja nos cantos, nas orações comuns e individuais, no silencio ou mesmo na motivação entre os caminhantes, a oração é que move e sustenta quem empreende este desafio.

Não apenas as mochilas se compartilham, mas também um pouco da história de vida de cada um. Já desde a caminhada, alguns vão se conhecendo, conversando e se motivando – vai se formando assim uma rede que não precisa de um sinal de internet, de satélite para funcionar: a rede de irmandade, de descoberta de Deus no outro, a solidariedade que é fundamental para que a caminhada obtenha sucesso, resultados para todos.


46 visualizações