Entre Marias


O povo paraense tem muitas características peculiares – as vestimentas, o sotaque, a alimentação, o humor... A própria região Nordeste do Estado é uma diversidade, que começa pela própria formação étnica.

Mas há uma característica, entre tantas, que poderíamos considerar marcante – a devoção à Nossa Senhora.

E foi na manhã da quarta-feira, 8, que Castanhal testemunhou a beleza e “transversalidade” desta devoção, com dezenas de peregrinos tomando a estrada, a pé, para Belém.

O objetivo é chegar à capital do Estado e participar do Círio. No caminho, oração e pão partilhados entre os fiéis, serão o combustível para este dia dia de caminhada.

Com um grande terço sendo levado à frente da comitiva, temos a imagem de uma fé que alcança, que une pessoas e lugares. Uma fé que se aprende, no cotidiano, de Maria – fé de escuta e de palavras cheias de inspiração, gratidão.

Os peregrinos terão como desafio adicional a atenção redobrada em diversos trechos da BR- 316, que estão em obras. Com a intensificação do tráfego neste trecho, conforme se aproxima o Círio, eles terão que permanecer ainda mais unidos física e espiritualmente.

Que tenham sucesso em mais esta empreitada!

Paulo Correa


3 visualizações