O direito e a ofensa - uma declaração do Papa Francisco


Após recentes episódios apontando para o acirramento da tensão entre nações européias e o islamisno (no sentido geral na Alemanha e após atentados na França), o Papa Francisco fez uma declaração clara e iluminadora para o caminho da paz.

Em viagem por países asiáticos, o Papa falou aos jornalistas que o acompanhavam no avião que "Matar em nome de Deus é uma aberração, mas a liberdade de expressão não dá direito de insultar a fé do próximo".

A declaração tem repercutido nos meios de comunicação e redes sociais. Mais uma vez, é a clareza que marca o posicionamento do pontífice diante de questões urgentes e sensíveis.

O Papa falou ainda das ameaças à sua vida: "Estou nas mãos de Deus. Se tenho medo? Vocês sabem que tenho o defeito de ser descuidado. Se algo acontecer comigo, avisei ao Senhor apenas que não doa, porque perco a coragem diante da dor".

Palavras importantes para construção da tolerância religiosa pautada no respeito a todos. Mais uma vez, na simplicidade o Papa desafia a humanidade a construir um mundo melhor para se viver.


1 visualização