SOLENIDADE DE PENTECOSTES


Reflexão feita pelo Monsenhor Gabriel | Pároco da Matriz de São José - Castanhal

"O ESPÍRITO É A MEMÓRIA VIVA DE CRISTO MISSIONÁRIO”

Hoje a Igreja inteira é santificada pelo dom do Espírito que foi profusamente derramado sobre os discípulos. O Espírito cooperou em todo o ministério de Cristo, sobre tudo na hora da cruz, onde Ele se ofereceu ao Pai no Espírito eterno. Ressuscitado pelo Pai no Espírito, tornou-se Espírito vivente, que infunde o sopro de vida sobre a Igreja, para fazer a geração divina. Por isso, todos foram transformados por essa presença, como garantia de que Cristo permanecerá conosco até a consumação dos séculos. Cabe ao Espírito levar todos na Igreja, à plena maturidade de Cristo, e ao testemunho invencível de que Cristo é o Senhor.

"Sem o Espírito Santo, Deus está distante, o Cristo permanece no passado, o evangelho uma letra morta. A Igreja uma simples organização, a autoridade um poder, a missão uma propaganda, o culto um arcaísmo, e a ação moral uma ação de escravos. Mas no Espírito Santo o cosmos é enobrecido pela geração do Reino, o Cristo ressuscitado está presente, o evangelho se faz força do Reino, a Igreja realiza a comunhão trinitária, a autoridade se transforma em serviço, a liturgia é memorial e antecipação da glória futura, a ação humana se edifica na caridade" (Atenágoras).

Que o fogo do Espírito derramado em Pentecostes, realize hoje, no coração de todos nós, as mesmas maravilhas que operou no início da pregação do Evangelho, para sermos discípulos em missão, Igreja viva e missionária, das estradas, que serve a todos, pois procura a todos. Se vivemos pelo Espírito, trabalhemos como discípulos na força do mesmo Espírito.


6 visualizações