Encontro de comunicação na Diocese de Marabá com participação da Diocese de Castanhal


A comunicação ainda é um asunto que caminha com dificuldade em todas as dioceses, e são vários os fatores que causam isso, indo, desde a falta de profissionalismo, ao compromisso de quem se engaja voluntariamente.

Quero, antes, destacar que há, sim, Pascoms que têm trabalhos bonitos e bem feitos, graças a, tão somente, o compromisso daqueles que estão ali. Isso, eu vejo na minha, como em outras dioceses e, posso tomar como exemplo a própria, já existente na paróquia de São Felix em Marabá... Estive lá, palestrando e vi o quanto a Diocese está investindo na comunicação e na Pascom, estendendo a outras pastorais com o intuito de maior integração e adesão ao serviço pelas demais.

A Pascom, na Diocese de Marabá, está articulada, especificamente, na paróquia de São felix de Valois, coordenada pelo jovem casal Westermack e Bárbara que, juntos com o pároco, Pe Aelson, e em parceria com a própria Diocese, vêm tentando estender para as paróquias vizinhas.

No encontro realizado no último final de semana convidaram palestrantes como Dom Vital, o bispo deles, o Pe. José, que recentemente chegou à Diocese, para ajudar nos trabalhos pastorais da paróquia de São Felix e, até em outras da Diocese; eu também estive lá palestrando em oficina e até contribui com uma dinâmica para o grupo geral, onde o objetivo era responder como anda a comunicação na minha paróquia. Surpreendentes foram as respostas, sinceras e de grandes ensinamentos.

Encontrava-se também lá a Dorotéia e coordenadora regional de catequese, Ir. Adelaide. Em uma das oficinas, o fotógrafo profissional Jordão Nunes e o diretor do jornal "Correio de Tocantis", Patrick Roberto, abordando sobre a arte de escrever.

O encontro, de modo geral, foi muito produtivo, rendeu aos participantes conhecimentos substanciais para a preparação de comunicadores eficazes e, certamente, de uma evangelização ainda mais atraente e convidativa à conversão.

A equipe organizadora suou um bocado para que o evento obtivesse o sucesso alcançado, porém, depois dos elogios que os próprios participantes distribuíam pelos corredores e até por escrito, como fez Joelma Silva, entregar para a coordenação, sua anotação, dizendo que o encontro foi um marco referencial na Diocese, viu-se que o todo esforço, de fato, valeu apena.


4 visualizações