Catequese do Papa Francisco - 08.11.2017


Nas próximas catequeses, quero debruçar-me sobre a Eucaristia e a Santa Missa, para descobrir como, através deste mistério da fé, resplandece o amor de Deus. Um dos intentos fortes do Concílio Vaticano II era levar os cristãos a compreender a grandeza da fé e a beleza do encontro com Cristo; com esse objetivo, sob a guia do Espírito Santo, lançou mãos a uma adequada renovação da Liturgia, pois é dela que a Igreja incessantemente vive e é graças a ela que se renova. Um tema central, que os Padres Conciliares sublinham, é a formação litúrgica dos fiéis, indispensável para uma verdadeira renovação. E esta é precisamente a finalidade do ciclo de catequeses que hoje tem início: crescer no conhecimento do grande dom que Deus nos concedeu na Eucaristia. Nesta, tem lugar um acontecimento maravilhoso: torna-Se presente Jesus Cristo, nossa vida. A Santa Missa é uma teofania: o Senhor torna-Se presente no altar, para ser oferecido ao Pai pela salvação do mundo. Participar na Missa é voltar a viver a paixão e morte redentora do Senhor. A exigência posta pelo Apóstolo São Tomé para crer em Jesus ressuscitado – ou seja, ver e tocar as chagas no corpo de Jesus – nasce do nosso desejo de poder, de algum modo, «tocar» Deus para crer n’Ele. O que São Tomé pede ao Senhor é aquilo de que todos nós sentimos necessidade: vê-Lo e tocar n’Ele, para O reconhecermos. Os Sacramentos são a resposta de Deus a esta necessidade humana. Sinais do amor de Deus, os Sacramentos, e de forma particular a Celebração Eucarística, são caminhos privilegiados para nos encontrarmos com Ele. Para viver cada vez mais plenamente a nossa relação com Deus é fundamental compreender bem o valor e o significado da Santa Missa.

Assista também em vídeo: https://youtu.be/k_PKF1Hhn2M?t=272

#catequesepapafrancisco #papafrancisco

26 visualizações