Dom Carlos lê sua nota pública ao final da missa


Na homilia deste domingo 17, o bispo Dom Carlos foi enfático ao afirmar com palavras bem fundadas no Evangelho de hoje, dizendo que

"O Espírito da verdade nos convida a viver na verdade de Jesus em meio a uma sociedade onde a mentira é considerada estratégia, a manipulação é vista como bom negócio, a irresponsabilidade é confundida com a tolerância, a injustiça é identificada com a ordem estabelecida, a arbitrariedade é propagada como ato de liberdade, a falta de respeito e a violência verbal como expressões de sinceridade…”

Ao final da missa, o bispo leu na íntegra sua nota pública divulgada na tarde de ontem pelas redes sociais e aqui pelo site (veja vídeo abaixo). Nota esta que reforça a permanência das pessoas em suas casas, pois a manifestação de quem transgride as normas de segurança, sinaliza que ainda não perderam nenhum parente e seguramente, não sabem a realidade dos hospitais, ou talvez, até o momento não precisaram usar da emergência de nenhum hospital, ou mesmo, não sabem que no momento não há mais vagas nem no sistema público nem no privado.

Cedo ou tarde, todos irão se contaminar com o vírus, o que acreditamos é que se uma pessoa se contamina agora, não lhe é garantido nenhum atendimento ou assistência, até mesmo remédios estão difíceis para serem encontrados neste momento. O que resta a todos é ter consciência que o sistema de saúde não possui condições nenhuma para atender mais ninguém, nem rico, nem pobre, nem jovem, nem idoso. Há atitudes e manifestações que revelam muita ignorância a respeito da situação, falta de solidariedade e desrespeito com aqueles que a todo custo procuram, ao menos por um bom tempo, manter-se distante da doença.


Por Erasmo de Abreu

37 visualizações