MOSAICO DA CATEDRAL: CONCLUÍDO E APRESENTADO EM CELEBRAÇÃO

 

 

Após dez dias de trabalho intenso, foi inaugurada a segunda parte do mosaico da catedral, completando assim a obra iniciada um ano antes.
Os 16 artistas, sob a regência do padre Marko Rupnik, executaram a obra em ritmo acelerado, trabalhando cerca de 10 horas por dia, realizando um trabalho coletivo que expressou uma unidade admirável.
Em pleno dia de semana, quarta (27), o povo castanhalense e até mesmo de cidades vizinhas veio participar da missa de apresentação. Presidida por dom Carlos, a missa teve homilia do Padre Rupnik.

 O responsável pelo Centro Aletti, conhecido mundialmente por seus mosaicos e livros, apresentou à assembleia cada detalhe do mosaico: na lateral direita, do piso ao teto a parede foi preenchida por milhares de fragmentos, que unidos formaram figuras de cenas evangélicas, com tema central na água. Pilatos, Jesus, João Batista, na parte superior, e figuras como os pais de Santa Teresinha, João Paulo II e Dom Zico e São José, próximos à pia batismal.
Já na lateral direita, um painel que arremente à eucaristia, com passagens que conduzem a uma reflexão sobre jesus-pão- da-vida.
A nave principal da Catedral também teve apresentado e consagrado seu sacrário, que ocupou um ponto central da
Catedral.
Foi uma grande festa, celebrando também a comunhão entre a diocese e o centro aletti, fazendo história ao ser o primeiro mosaico do padre rupnik na américa latina, agora devidamente concluído. O evento marcou a continuidade e deixa a posteridade da obra, beleza que conduz à deus pai, filho e espírito santo;

 

 

 

Please reload