Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus

02/01/2018

 

Hoje as Missas realizadas na Catedral de Castanhal tem um perfume diferente, não é a Missa de Ação de Graças do ano novo, mas a solenidade de sua padroeira, Santa Maria Mãe de Deus, celebrada pela Igreja no mundo todo, mas em especial nesta Diocese, que tem como título o nome da própria Mãe de Deus.

 

Há alguns dias atrás (29 de dezembro), festejamos o aniversário de criação da Diocese, 13 anos, neste dia primeiro de janeiro a festa da padroeira e logo mais em fevereiro, dia 27, estaremos celebrando também os 13 anos da instalação e o 7º ano da Catedral, é um período curto, mas, com datas muito importantes para o nosso calendário Diocesano, mas antes de tudo, motivo de louvor para o bispo Dom Carlos e os diocesanos.

 

Em uma homilia neste dia primeiro do ano, em Salinas, na paróquia de Nossa Senhora do Socorro, Dom Carlos explicou o significado de chamarmos Maria de “a Mãe de Deus”, esclarecendo, o bispo disse que, “visto que ela é a mãe de Jesus e que Jesus é o próprio Deus que se fez carne nela e através dela, por isso a chamamos Mãe de Deus. Nela está presente a divindade de forma plena, a divindade se fez carne nela, e é exatamente a Nossa Senhora Mãe de Deus que é dedicada a nossa diocese, por este fato, esta solenidade é também solenidade da nossa diocese”. Na mesma homilia falou dos 13 anos de instituição pelo Papa São João Paulo II,  comemorado há poucos dias.

 

“É a atitude de Maria que devemos seguir este ano”, e concluindo, ressaltou ainda a beleza das famílias e do quanto é bonito os filhos tomarem a bênção dos pais.

 

Ouça aqui a homilia da Bispo Dom Carlos Verzeletti na Catedral.

 

 

Please reload