EDUCADORES E A  CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2018 – ENCONTRO DE REFLEXÃO DAS CONVERGÊNCIAS

Em primeiro lugar, vale lembrar que a Campanha da Fraternidade (CF) é formulada pela Igreja do Brasil com o propósito de ser uma reflexão e vivência durante o período quaresmal, destinada a todos que acolhem o tema e de forma especial aos cristãos católicos.

 

Com o tema “Fraternidade e superação da violência” e o lema “Vós sois todos irmãos”, do Evangelho de Mateus (23,8), a CF 2018 toca em uma chaga social expressa nos mais diversos níveis, do simbólico ao ato físico, do eventual ao estrutural, que na realidade toca a vida de cada brasileiro que no cotidiano vive e presencia esta realidade de medo e violência.

 

Na superação da violência, como é apresentado no texto base, as soluções passam por uma gama bem mais ampla do que o incremento em forças policiais ou dispositivos de vigilância: passa pelo esporte, saúde, cultura, educação... Os professores da Diocese de Castanhal, ouvindo este convite da Igreja do Brasil, se encontraram no último sábado, dia 10, para refletir sobre a CF 2018.

 

Durante o dia todo, dezenas de professores vindos de diferentes paróquias e cidades puderam aprender mais sobre o tema da violência em sua expressão cotidiana e, principalmente, estrutural, com um pé na realidade do outro e iluminado pela Palavra de Deus, com vistas a pensar como cada um poderia, a partir de atos do cotidiano, em sala, e também em possíveis encontros ou outros eventos tratar do tema da CF 2018 com alunos e colegas.

 

Foi um dia frutífero, em que a experiência dos educadores também iluminou a CF sob o paradoxal prisma da esperança na educação como processo transformador e das limitações impostas pela violência aos próprios educadores, dentro e fora do espaço escolar.

 

Adotando a metodologia do texto-base: ver, julgar e agir, o encontro diocesano dos educadores oportunizou a partilha de realidades diferentes com o objetivo comum de promoção da vida. Com a Palavra na vida e a vida na Palavra, os professores saíram do encontro com vontade renovada de retomar o rosto cristão neste tempo de conversão que é a quaresma. Na pequena frase o desafio de ser cristão: “a vida fraterna é a síntese do evangelho” (Texto-Base, n.14). Este foi o desafio assumido pelos educadores que desejam multiplicar a CF 2018 e propagar vida e paz para superar a violência.

 

Revisão: Yonara Santos

Professora Telma Lemos

 

 

 

 

Please reload