INAUGURAÇÃO DA ESCOLA MARCO LIVA

08/08/2018

 

Fim do dia 6 de agosto de 2018. Mal começou o segundo semestre, Castanhal recebe um belíssimo presente: a Escola Marco Liva.
Resultado de uma sinergia que uniu Diocese de Castanhal, em especial a Paróquia Paulo VI, Fundação Marcello Candia, Congregação das Irmãs do Preciosíssimo Sangue e Prefeitura Municipal, além de tantos outros colaboradores, a Escola foi entregue à comunidade com a celebração de uma missa de Ação de Graças.
A comunidade católica se reuniu para agradecer por um bem que será de todos, principalmente das crianças e adolescentes do bairro.
Religiosas, pessoal da gestão municipal, fiéis, todos juntos na missa que fez memória da Ascenção do Senhor. Dom Carlos falou desta grande montanha, da transfiguração, e de uma outra montanha, que é a formação das pessoas, a educação.
Montanha, aliás, que foi citada também de forma saudosa, na pessoa daquele que deu nome à Escola: Marco Liva, italiano de Milão que presidiu a Fundação Marcello Candia, quando em uma de suas escaladas, sofreu um acidente e acabou falecendo.
Mas o legado de Marco não se encerrou naquele fatídico dia de agosto de 2017. Sua esposa Marina Lazzati veio da Itália para estar neste momento tão especial. “Ele amava muito as crianças, na Itália e aqui no Brasil, adorava brincar e era também uma criança”, comentou Marina.
Já padre Mario Antonelli, ressaltou esta obra no sentido do amor de Deus pelos pequenos e sua alegria por este momento: “Eu acredito que, falando a verdade, meu coração hoje é de criança, e coração de criança quer dizer muita emoção, alegria, o brilho nos olhos diante da beleza que está rodeando a gente”. 

A escola, construída com recursos da Diocese e da Fundação Marcello Candia, terá na gestão a Congregação do Preciosíssimo Sangue, na pessoa da irmã Delma. “O que sai da minha boca é gratidão a Deus, porque sinto que a cada dia tenho as minhas inseguranças, mas Ele vai me capacitando”, comentou a religiosa.
Pedro Coelho, prefeito de Castanhal, falou dessa parceria que entregou a escola “Alessandra Bono” em maio deste ano, no Conjunto Japiim, e agora entrega outra escola que atenderá a área dos Conjuntos Tangarás e Ypês: “é uma escola com nove salas, para atender em torno de 500 crianças, e só temos a agradecer a Deus por esse benefício que a Igreja católica está dando a nosso município”.
A escola contou com a parceria fundamental da Paróquia dedicada ao Beato Paulo VI e a Madre Teresa de Calcutá. Padre Paulo comentou missão de acompanhar de perto o processo educativo das crianças da paróquia. “Nós já trabalhamos com as famílias, as crianças na catequese, e com certeza poder acompanha-las mais de perto na escola é uma oportunidade única para fazer o Evangelho chegar com mais força ao coração destas crianças e famílias”.
“Que alegria poder entregar esta noite a Escola Marco Liva às crianças e famílias dos Conjuntos Tangarás e Ypês. A Igreja tem este anseio de poder proporcionar um ambiente educativo que faça diferença na vida das crianças e famílias. Peço que este projeto seja abençoado por Deus e receba o carinho de todos”, disse o bispo Dom Carlos na ocasião.
E como não poderia deixar de ser, as crianças foram e serão as protagonistas desse espaço de educação e formação. De sorrisos largos e olhos brilhando de expectativa, elas já vão dizendo o que esperam: “eu estou gostando, quero estudar aqui muito para aprender a ler, que a professora me ensine, que eu fique muito bem”, disse o pequeno Antônio Marcos, morador do conjunto.  

Please reload