VISITA PASTORAL EM MAGALHÃES BARATA

05/09/2019

Da Amazônia Paraense, precisamente da terra, outrora chamada “Cuiarana”, referência às árvores de copas altas, que se sobressaiam naquelas partes, dando nome ao rio que banha essa cidade, hoje, Magalhães Barata; dessa atmosfera , cheiro mangues, dos crustáceos que deixam lodo nas pedras, de realidades que destinam gente simples às marés, buscando pescados e enfrentando as maresias, desafios da sobrevivência, desse panorama, enfim, que contextualiza Vida do Povo e Fé em Deus; por esses caminhos, ora em mata a dentro, ora navegando pelos paranás e igarapés, está indo para sua III Visita Pastoral, Dom Carlos Verzeletti, Bispo de Castanhal, presença de “ uma Igreja que se aproxima, escuta e ilumina”, particularmente, neste mês, dedicado à Bíblia.

 

Na tarde de domingo, primeiro dia de setembro, aos embalos da Banda “Progresso Marudaense”, que vem da comunidade Marudazinho, sob a regência de Isaias Pires, o povo de Magalhaes Barata, em companhia de Padre Ederson Loureiro, pároco da Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, aguardavam a chegada do Bispo que, ao pôr-do-sol, foi recebido com abraços e mensagens de boas-vindas, iniciando uma caminhada pelas ruas da cidade até a Igreja do Cristo Redentor.

 

Dom Carlos. durante o percurso, recebeu calorosos abraços e, em alguns momentos, parou dando atenção aos doentes, idosos e abençoando as crianças: expressão dos sentimentos de um homem incansável, persistente, firme nos caminhos da evangelização da nossa gente.

Na chegada à Igreja Cristo Redentor, num ambiente delicadamente arrumado, muitos fiéis se preparavam para a santa Missa, e com o canto do Bom Pastor era iniciada a celebração.

 

Ao Evangelho, disse Dom Carlos: “ Após proclamada a Palavra, nós respondemos: “Palavra da Salvação”. Se queremos a salvação e se a Palavra de Deus é a Palavra que salva! Temos que acolher, crer, viver e colocar em prática a Palavra, então, só assim, Ela se torna a Palavra que nos salva. Esta não é qualquer palavra, esta é a Palavra de Deus.

 

A Palavra do Evangelho de Lucas, hoje, fala de humildade, “ ... humildade vem de humus e quer dizer: terra fértil , aquela que vem de baixo, pra indicar o lugar que devemos escolher ... Quem está lá embaixo, quem se faz humus, quem se torna humilde, consegue gerar muita vida, consegue ser fecundo... Bem diferente é a palavra do mundo, que nos conduz a tentação dos primeiros lugares, dos primeiros degraus, de ser aquele que manda, sabe mais, é o mais importante ...Não é esse o projeto de Jesus, não é esse o jeito de Jesus, que morreu despojado, nu, sem nada, mas, sim, o da humildade que é caminho de Deus, caminho de Nossa Senhora”, também.

 

Num clima que introduz a semana da Visita Pastoral , vasta programação levará o Bispo a percorrer comunidades, encontrar diferentes grupos no campo e na cidade, ouvir as dores de tantos que carecem de serem escutados e iluminar com a Boa Notícia de Jesus, fazendo acontecer muito em muitos daqueles que sonham e esperam por tempos melhores.

À PASCOM /TV MÃE DE DEUS, o Bispo declarou: “ Inicio a III Visita Pastoral em Magalhães Barata. Momento de graças para o Bispo e para o povo que está aqui. Esta presença de irmãos e irmãs, da cidade e do interior, é um sinal bonito , é o encontro do pastor com quem Deus confiou ao meu cuidado e também do Padre Ederson, tão solícito a esta missão. Esta Visita Pastoral, que antecede o Sínodo dos Bispos para a Amazônia, terá uma marca própria, porque aqueles que são os anseios para toda a Amazônia, são, também, os anseios do povo de Magalhães Barata: preservar a natureza; fazer com que possamos pensar uma Ecologia Integral, no sentido onde o homem é valorizado ,onde viva em sintonia e harmonia com a criação, e pensar, também ,em novos caminhos para a Igreja, de tal forma que as nossas comunidades possam ter uma presença mais continuada e firme da Igreja e, assim, serem mais animadas na sua caminhada. Que Nossa Senhora de Nazaré acompanhe e que Deus abençoe a todos”.

 

Vânia Sagresti/PASCOM DIOCESE DE CASTANHAL


 

Please reload