Bispo Dom Carlos reúne com Agentes da Pascom

 

Neste último sábado, dia 30 de novembro, na Catedral Santa Maria Mãe de Deus, em Castanhal, foi realizado um encontro do bispo diocesano Dom Carlos Verzeletti com os agentes da Pastoral da Comunicação. 

 

A reunião foi direcionada para todas as Paróquias que, hoje, recebem o sinal da TV Mãe de Deus e Rádio Mater Dei, aberto aos que quisessem participar, e contou com a presença dos que administram e direcionam os trabalhos de transmissão desses meios. 

 

Dom Carlos, após conduzir a oração inicial com os presentes, falou da importância do encontro, e ressaltou que já houve alguns encontros da Pascom, de formação em comunicação, etc, mas chegava, agora, o momento de concretizar o que, há alguns anos atrás, foi planejado: o projeto de integração do sistema de comunicação com esses meios, que são TV, Rádio e Redes Sociais, e operacionalizá-lo em plenitude; projeto esse de interligação, entre as paróquias da diocese de Castanhal, de forma que todas essas plataformas possam falar a mesma língua e levar aos quatro cantos da diocese os trabalhos que estão sendo realizados e a Boa Nova do Evangelho. O trabalho inicial tem como objetivo reunir o material mandado pelas Pascom’s Paroquiais para a central, onde será feita uma junção com as outras matérias da diocese, e retorna às paroquiais como um jornal completo para ser veiculado nos meios locais dispostos para esse serviço.

 

Estavam presentes os representantes das paróquias de Capanema, Castanhal, Curuçá, Igarapé-Açu, Magalhães Barata, Nova Timboteua, Salinas, Santa Maria e Vigia de Nazaré. Alguns colaboradores, entre eles o Padre Marcos Morelli, diretor de teatro da Escola São Lucas, que convidado, também, por dom Carlos, vai dar a sua contribuição. 

 

Os participantes fizeram a exposição da realidade dessas ações nas suas Paróquias. Renato Teodósio de Vigia relatou a situação drástica que aconteceu nas fontes do transmissor local em 2017 e como encontrou meios para sanear algumas demandas para reparos e compra de equipamentos. Foi relatado que algumas paróquias não transmitem programação local em virtude contingente ou de falhas técnicas nas torres de transmissão. 

 

Dom Carlos observou que há paróquias que estão produzindo muito, por exemplo noticiários e tudo mais, mas chamou a atenção para que tudo que é produzido, tenha o rosto da diocese: mesmo com retrato limitado, localizado, tudo deve ser veiculado para toda a diocese. Nas paróquias, onde tenha a retransmissora da TV Nazaré, possa ter um grupo, com a responsabilidade de produzir material de notícias locais. 

 

Nas liturgias , esses grupos estão sempre presentes e de alguma forma já registram, produzem e divulgam os eventos que acontecem nas pastorais, movimentos e comunidades. Se cada um trabalha no seu lugar em vista do todo, nós teremos material a ser compartilhado. No atual cenário, onde se produz imagem e som com um simples celular, a comunicação acontece. 

 

Foi acertado, em consenso, onde se organizou um grupo de whatsApp, um protocolo por Paróquia, e definir uma pessoa para atuar nos trabalhos de retransmissão. 

 

No final do encontro, todos foram convidados pelo bispo a conhecer o centro de redação da Fundação Mater Dei em Castanhal, que funcionará em breve no 5º andar da Catedral. E à Pascom/TV Mãe de Deus, Dom Carlos declarou: “eu quero agradecer a presença dos que participaram desta reunião, a paixão que vocês têm, e a competência que demonstraram junto ao compromisso que assumiram para este trabalho.” Tivemos um belo encontro com os agentes da Pascom das nossas , de modo especial, daquelas que são repetidoras da TV Mãe de Deus. O nosso desejo é que já ,agora, neste mês de dezembro antes do Natal, a Boa Notícia ecoe em todas as casas, em todas as comunidades, através das Redes Sociais, Radio Mater Dei e TV Mãe de Deus. Para isso é importantíssima a colaboração de todas as pascom’s paroquiais, seja nos eventos de caminhada da Igreja , bem como na apresentação da realidade do povo. Através destes meios nós conseguiremos oferecer ao povo uma imagem atualizada da caminhada da nossa Diocese. Esses meios têm que servir à evangelização , fazer com que Jesus seja cada vez mais conhecido e amado”.

 

 

 

Please reload